Enfisema Pulmonar

O enfisema pulmonar é uma doença crônica que destrói, pouco a pouco, as células do pulmão. No enfisema, os alvéolos transformam-se em grandes sacos cheios de ar que dificultam o contato do ar com o sangue, uma vez que foi destruído o tecido por onde passavam os vasos. No fim, o órgão já não consegue fazer as trocas gasosas da maneira correta, o que gera falta de ar.



Dados comprovam


Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o tabagismo é a principal causa de enfisema pulmonar do mundo. Só no Brasil existem 100 mil pessoas com dificuldades respiratórias por conta do problema.

 

Causas e Sintomas

Geralmente causada pelo fumo, outros agentes (poeira, poluentes, vapores químicos) também possam provocá-lo. Alguns fatores hereditários também podem contribuir para o aparecimento do enfisema.
O enfisema pode também surgir em pessoas não fumantes que tem deficiência de uma enzima protetora dos pulmões (alfa-1-antitripsina), caso onde a doença se manifesta mais cedo e cuja origem geralmente é genética.

Sintomas
O pior deles é a falta de ar, que aumenta muito, à medida que a doença se agrava. Respiração ofegante com chiado, tosse, sensação de sufoco, também acompanham. Os pulmões se tornam menos eficientes e o peito adquire uma forma cilíndrica, característica da doença.
Nos estágios avançados da doença, a pessoa fica impossibilitada de executar até mesmo atividades físicas insignificantes e pode necessitar de oxigênio suplementar. Nesses casos, o enfisema pode ser fatal.
Tratamento: Deixar de fumar, antibioticoterapia, fisioterapia e possível transplante pulmonar.


Recomendações

- Não fume. A suspensão do fumo impede a progressão da doença, porém não reverte o processo. Os danos aos alvéolos são permanentes e os sintomas do enfisema permanecem.
- Execute as tarefas enquanto estiver expirando. Respire com os lábios contraídos (posição de assobio), deixando apenas uma passagem pequena para o ar. Inale pelo nariz.
- Expire vagarosamente e com firmeza.
- Descanse quando sentir falta de ar.
- Inale oxigênio suplementar sempre que necessário.

- Estabeleça prioridades. Você não pode executar tudo como antes da doença.

 

  • Mantenha um ritmo lento e contínuo para executar suas tarefas. 
  • Faça pausas para repouso durante o dia. 
  • Sente-se para vestir-se, barbear-se ou aplicar maquiagem.
  • Use roupas folgadas, fáceis de vestir e de despir. 
  • Emagreça, se estiver acima do peso. O esforço para suportar o peso excedente é grande e desnecessário.
  • Alimentação deve ser com pouca gordura e muita fibra, para facilitar o funcionamento do intestino.

 

 

 

Clique na imagem para fazer download do arquivo:

 


Oxigenoterapia
Guia prático para pacientes

Equipe Saútil - Última revisão deste conteúdo em 10/09/2013. Próxima revisão e atualização em 25/07/2014.

Deixe a sua resposta ou comentário